Arquivo da tag: tapete vermelho

TPM, PÁSCOA E O LADO BOM DA VIDA

Padrão

Oscar J. Lawrence

Ah, sim… Chegamos em um período ótimo para crises existenciais: a Páscoa. Almoço de família que se preze tem que ter parente mala, de língua bem afiada.

Como diz um grande amigo: aquele parente que te transforma em alvo ou platéia.

De quebra, TPM borbulhando em último grau. Dessas que te faz odiar sua calça preferida, seus cabelos e o espelho… Potencializando meu (mal) humor, minhas olheiras e minha barriga… Argh!

Então resolvi que teria uma convivência segura, algumas horinhas de almoço e algum aborrecimento sem maiores consequencias. Muito parecido com o consumo do álcool X ressaca, depois dos 30 melhor não passar dos dois drinks seja lá do que for, se quiser evitar vexame e ressaca.

O lado bom é que você pode comer tanto chocolate quanto aguentar que é socialmente aceitável. E quase todo mundo desistiu de ter um abdome negativo, parecido com aquele cachorro, o galgo.

Assim, esquecemos a ressurreição de Cristo, a dieta e nos entorpecemos nesse doce momento hiper calórico.

Então aproveitei a cidade um pouco menos tumultuada pra ir ao cinema assistir O Lado Bom da Vida, com os lindos Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) que é a cara do Henry Castelli e Tiffany (Jennifer Lawrence).

Antes mesmo de assistir ao filme, já era fã da Jennifer Lawrence que ganhou o Oscar e bem na hora H caiu com seu modelito da Dior, phynna.

ladobomdavidafilme

O filme trata de uma forma dramática mas ao mesmo tempo irônica do transtorno bipolar que Pat Solitano possui. Suas crises ficaram exacerbadas quando Pat vê sua esposa o traindo em sua própria casa.

Já Tiffany sofre de compulsão sexual desencadeada com a morte de seu marido. A vida deles se cruza em um jantar na casa de amigos em comum e  eles encontram na dança uma válvula de escape  para lidar com seus traumas e transtornos.

Sabe o que é mais interessante desse enredo? É a gente parar pra pensar que ninguém está ileso de passar por algo parecido. Lembrei de um professor que tive que teve um surto psicótico quando a noiva o pressionou pra casar. Jovem, bonito, saudável… e humano.

Aí a gente diz: – Isso não vai acontecer comigo!

E por quê não?

Você pode ter fé, ser casado/solteiro, rica/pobre, bem jovem ou idoso, adorar pizza, fazer compras, estudar, trabalhar e num belo dia… Sua mente  resolve te pregar uma peça.

Somos todos suscetíveis, estamos vivos e na chuva. Não importa.

O que importa é como vamos lidar com as coisas que ocorrem. Se vamos entregar os pontos ou lutar.

Eu prefiro lutar, e se é pra ir pra guerra, então… Base, batom e ação!

Besos

Tati Felix

Oscar 2013: Tapete Vermelho

Padrão

Poucas coisas são mais divertidas do que passar horas em frente à televisão assistindo dezenas de “amigas”, ilustres desconhecidas, desfilando pelo tapete vermelho do Oscar. Muitas pessoas provavelmente discordam da minha opinião, mas destas muitas, grande parte dá aquela espiadinha e faz algum comentário sobre sua estrela favorita.

A verdade é que acompanhar a timeline do Twiter ou o feed do Facebook torna-se tarefa hercúlea até mesmo pra mim e que fico exausta de tanto que leio sobre o assunto em blogs diversos. Mas, ao mesmo tempo, não poderia (não quero?) ficar de fora da festa.

As duas grandes tendências da noite foram o branco-nude-rosinha ou cinza-chumbo-prateado-metalizado. A carência de cores foi evidente, me deixando saudosa até do bom e tradicional vermelho. Mas pra mim, sinceramente, o que importa mesmo é a festa, a reunião dos artistas todos glamourosos (muitos só aparecem assim neste momento) celebrando a arte, ainda que Hollywoodiana (não estou aqui pra fazer uma crítica sobre cinema e Hollywood, não é mesmo?).

Assim, apesar de um dia de atraso, seguem meus looks preferidos, algumas menções honrosas e minhas observações.

Clique na imagem se quiser vê-la maior e em mais detalhes!

Os Preferidos

Oscar2013_Preferidos1

Jessica Chastain, atriz que conhecemos através de Histórias Cruzadas (The Help), estava concorrendo ao Oscar de Mehor Atriz pelo filme A Hora Mais Escura (Zero Dark Thirty). Optou por um vestido nude Armani com aplicações, fazendo o estilo “Happy Birthday, Mr. President” (que segundo a própria, foi o que chamou sua atenção no vestido) encontra Jessica Rabit. Impecável define.

Charlize Theron não concorria a nenhuma estatueta, mas foi apresentadora e arrasou neste Dior Couture branco “básico” (porque nunca, jamais, podemos dizer Dior e básico numa mesma frase…) com os cabelos curtos devido a um papel. Acessórios mínimos, maquiagem idem. Lindíssima. Glamourosa.

 

 

Oscar2013_Preferidos2

Naomi Watts, bela como sempre, sem medo de assumir a idade e as rugas que chegam pra todas nós e podem nos deixar cada vez mais belas, se assim quisermos enxergar. Concorria ao Oscar de Melhor Atriz pelo filme O Impossível (The Impossible) e foi de Armani, todo de paetê. Com todo risco que este tipo de vestido representa, a classe de Naomi fez o look.

Stacy Keibler, Mrs. George Clooney, que não concorria a nada além de sortuda do ano, derrubou grande parte das mais aguardadas neste Naeem Khan lindíssimo. Com modelagem simples, as aplicações fizeram toda a diferença. Foi, sem menor dúvida, um dos vestidos mais comentados da noite.

Sandra Bullock também não concorria a nenhum prêmio, mas ganhou toda a atenção ao escolher este Elie Saab com aplicações e leve transparência, um dos vestidos mais desejados da temporada. Vi muita gente pedindo um cabelo preso, mas com um vestido como este, toda atenção está nele e, no restante da composição do look, pra mim, quanto menos melhor.

Menções Honrosas

Oscar2013_MençõesHonrosas1

Anne Hathaway era uma das mais aguardadas da noite. Além do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante quase certo (que foi confirmado) por sua atuação em Os Miseráveis (Les Misérables), todos esperavam ansiosos para ver que Valentino glamouroso ela usaria. E eis que Anne surge de Prada rosa bebê com modelagem enxuta e costura duvidosa nos seios. Expectativas ajustadas, é inegável a elegância e o caimento perfeito com o detalhe todo especial do colar Tiffany colocado para trás e que brilhava como ela.

Jennifer Lawrence, mais uma das grandes estrelas do evento, concorrendo (com quase certeza de que ganharia) ao Oscar de Melhor Atriz pelo filme O Lado Bom da Vida (Silver Line Playbook), era aguardada com seu Dior, uma vez que é o rosto da marca e exclusiva. Escolheu um Dior Haute Couture rosinha-quase-branco-quase-noiva, que lhe deu um baita trabalho pra se movimentar e ainda rendeu um tropeço nas escadas para receber o prêmio. Estava bonita, mas…

Halle Berry contou que pediu à Donatella um vestido de Bond-Girl. E surgiu reluzente neste Versace com aplicações e transparência leve que virou hit assim que ela pisou no tapete vermelho. Favoreceu e esculpiu ainda mais seu corpo, destacando mais uma vez que é possível ser linda e elegante em qualquer idade (lembrando que Halle tem 46 anos). UAU!

Oscar2013_MençõesHonrosas2

Helen Hunt, concorrendo ao Oscar de Melhor Atriz pelo filme As Sessões (The Sessions), causou furor ao percorrer o tapete vermelho de H&M. Tudo bem que, como ela mesma fez questão de dizer, complementou com $700.000 em jóias; mas isso todas fazem. O que importa é que arrasou de fast fashion e não ficou devendo pra ninguém. Muito pelo contrário. Estava diva, linda e colorida! Coisa rara na noite…

Uma boa surpresa foi Jennifer Aniston, que finalmente saiu do preto e mostrou que fica linda de vermelho. Está certo que o Valentino escolhido não tem nada de novo nem de especial (se é que posso dizer que um Valentino não é especial, uma vez que é um Valentino!), mas coloriu a noite e Jennifer!

Kerry Washington foi mais uma famosa que não concorria a nenhuma estatueta individual, mas foi prestigiar seu filme Django Livre (Django Unchained), de Quentin Tarantino, que concorria a 5 estatuetas e ganhou 2 (Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante). Brilhou e coloriu o tapete vermelho neste Miu Miu de modelagem simples, elegante e com bordados na região do busto.

Estes são meus escolhidos! Alguém mais acompanhou o Oscar além de mim? O que acharam? Nada disso importa se a gente não puder discutir, fofocar e sonhar com as amigas, não é?

Então vamos lá!

Camila