Arquivo da categoria: Maquiagem

TEMAKI, D.R. e UM RÍMEL MUITO EFICIENTE

Padrão

Maybelline-Plush-2

Tive recentemente um desentendimento com uma pessoa muito querida, meu irmão mais novo.

Aliás, quem não tem nenhuma briguinha familiar e vive naquelas reuniões de propaganda de margarina que atire a primeira pedra! Diferente das outras mulheres eu simplesmente ODEIO D.R! Eu sei, nada adianta esconder as coisas em algum compartimento que não serve pra coisa nenhuma. Então, protelei até quanto pude… Porque na verdade sabia que ía mexer na ferida, e ninguém sem nenhuma vocação sado-masoquista gosta disso.

Dia e hora pra cutucar a ferida, falar e ouvir… E em uma família árabe/italiana como a minha, isso significa: Vai ter muito drama! Escolhemos um território neutro, uma temakeria, a Wikimaki em Curitiba.

Nem preciso dizer que resolvemos nossas diferenças no caminho e estacionados na porta, lá estava eu… Chorando e me descabelando como previa, a La Maria do Bairro.

Quando até que enfim fizemos as pazes, me dei conta que estava toda maquiada e tudo devia estar um fiasco, que beleza!

Mas pra minha surpresa (e olha que chorei um dilúvio!) minha máscara pra cílios, o rímel para as amigas estava lá, intacto! Por uns segundos, tentei lembrar qual havia aplicado, e lembrei: The Mega Plush, da Maybelline.

Já achava ele muito bom, ótima pigmentação, deixa os cílios bem pretinhos, possui um aplicador arredondado, bem cheio e flexível. Sua textura é leve, então se você quer um olhar mais dramático, encaixe o aplicador na raiz dos cílios, faça um zigue-zague para maior absorção do produto. O que gostei mesmo foi da eficiencia a prova de lágrimas.

Close nas cerdas:

maybelline-mega-plush

Aprendi duas coisas:

– Nunca adie uma D.R; ainda mais se a pessoa vale a pena na sua vida, por mais que doa dizer e ouvir a verdade – ou a sua verdade, ou a verdade dele (a);

– Aplique um rímel eficiente! Ainda mais se você for dramática como eu…

Ah, quase esqueço de avisar que ainda não vi a venda no Brasil… uma encomenda pras amigas que viajam, né Camila?!

Beijos,

Tati Felix

Benefit Fake Up: Corretivo – será o milagre?

Padrão

Benefit-FakeUp2Batalhando com a Tati na busca de um milagre anti olheiras, minha missão particular tem sido encontrar o corretivo perfeito.

A quantidade de marcas e tipos diferentes que já testei e uso é razoável, nacionais e importados, mas ainda não encontrei meu holy grail, aquele incrível que cubra bem as olheiras, mas sem pesar; que seja fácil de passar, não craquele e nem acumule nas linhas finas… Será pedir demais?

O uso do corretivo pra mim é essencialmente este: esconder as olheiras. Ainda não encontrei o tal creme milagroso para área dos olhos, mas ainda que ele existisse, provavelmente não seria muito eficiente pra mim. Noites mal dormidas sempre acontecem, mas após passar por vários dermatologistas tive que me conformar que a genética é o fator determinante no meu caso. E mesmo com horas exageradas de sono e descanso (acreditem, já fiz o teste) elas permanecem ali, me provocando, desafiando meu “bom humor”.

Eis que em um feliz dia recebo uma newsletter, a qual em principio apaguei rapidamente sem dar muita atenção, mas corri para o lixo do email e recuperei assim que li a palavra concealer. Ufa! Falava sobre um lançamento da Benefit. De novo essa Benefit, provocando nosso consumo, alimentando nossas esperanças…

Benefit-FakeUp1

Trata-se se um corretivo hidratante que controla o acúmulo nas linhas finas chamado Fake Up. Em formato de bastão, promete hidratação (por 6 horas!), efeito de longa duração, leveza e textura de seda.

A parte branca, externa, é o hidratante com vitamina E e extrato de semente de maçã. No meio fica o corretivo, que em três opções de cores disponíveis promete esconder as olheiras, amaciar a pele e difundir a luz para auxiliar no disfarce das linhas finas.

Será?

Nas reviews gringas está fazendo sucesso, atingindo pessoas de idades diversas, com pele jovem ou madura. Comprado nos EUA custa U$24.00 e para nós, sem viagem marcada, ainda não há nenhuma previsão de chegada ao Brasil.

Eu estou louca pra testar, com esperança renovada e acreditando que chegou minha vez. Quando tiver o prazer de conhece-lo pessoalmente, compartilho com vocês.

Camila